quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Logotipo

Bom dia,

Equipa que é equipa tem símbolo, certo ? Certo...!

António Jaloto, um dos membros da nossa simpática equipa criou um logotipo bem fixe.


Já só faltam os coletes :)



quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Á procura dos Sargos


Bom dia,

Uma vez que as Corvinas no Tejo já vão sendo poucas, ou, saindo com menos regularidade e tamanho, eu e o Paulo Silva, decidimos que chegou a altura de procurar Sargos.

Optamos por procurar pesqueiros, sendo que o primeiro tentamos Santo Amaro de Oeiras.

A noite um pouco ventosa, o que impediu de conseguir ver grandes "toques", a maior parte dos Peixes ferraram sózinhos.


Apenas com casulo e Lingueirão, pegaram mais na minhoca, não havendo cerveja, optaram por não mariscar.


11 Sargos e uma Salema.

A Salema, ficou para um gatinho que andava lá nas rochas, nada se perde...tudo se transforma.



quarta-feira, 3 de outubro de 2012

A história de uma cagão

Bom dia,

Pouco tempo antes de  Agosto de 2011, o Carlos Dias ainda não sabia pescar.

Nas poucas vezes que me foi visitar á pesca, numa de convívio, espantado dizia :

- " Que paciência, estar horas a olhar para as canas..."


Em Agosto, tirou a licença de pesca, e lá vai ele...

Ensinei tudo o que sabia, de pouco ou muito que sei, aprendeu rápido e hoje é um pescador á maneira.


A história do cagão, trata-se de um homem, que decide tornar-se pescador, e pouco tempo depois em noites que ninguém apanha nada, o Carlos apanha.
Vários Homens a tentar as corvinas, mas ninguém apanha...O Carlos tira 9.

Em Locais que só aparecem Sargos pequenos, o Carlos tira grandes...

Enfim, uma "catrefada" de situações, em que nada faz melhor que ninguém, nem pior que ninguém, mas a sorte que acompanhava os audazes, lema muito antigo dos Comandos Portugueses, passaram a ser quase um lema, mas para este Sr. Carlos Cagão Dias.


Todos ficamos contentes que o Carlos seja um bom pescador, e que tenha a sorte que tem, mas paciência tem limites.


Um grande abraço Carlos.


Aqui, uma foto tirada em casa, com uma congelada e umas frescas...

Cagãããoooo



segunda-feira, 1 de outubro de 2012

A primeira pesca do Lourenço

Boa noite,

Ontem, pela primeira vez, levamos o Lourenço á pesca. Depois de já várias vezes o Pai ter vindo connosco, mais por uma questão de convívio, acabando por pescar connosco também, lá chegou a sua vez.

Preparamos a noite para ele bem preparadinha, cana bem pequena com cerca de 1.80mt, chumbadinha de 30gr e um anzol bastante pequeno, talvez um nr 8, para que a primeira vez não fosse monótono, apenas para não perder o entusiasmo com que chegou.

O Américo, trouxe de casa uma Sargueta, e com objectivo de a colocar no anzol dele, todos sabiamos, menos o Lourenço.

Estrategicamente, o Carlos Dias convidou-o para ir ao café e depois de alguma insistência lá foi convencido a ir.

Apressamo-nos, pois tinha-mos cerca de 3 minutos para fazer tudo, por acaso correu bem hehe


A sua ansiedade de ver Peixe fora de Água foi maior que ele e assim que chegou a primeira coisa que fez foi perguntar-me:

- "Primo, o Peixe foi lá á minha cana !? "

Ao que respondi:

-"Não sei, mas podes puxar porque a minhoca já pode não lá estar..."


A caminhada do Lourenço até á cana foi engraçada, pois juntou cerca de 10 pessoas a assistir á cena, todos   sabendo o resultado final.

Lá o Lourenço tirou a sua primeira Sargueta, momentos de risos se seguiram e todos o brindamos como se fosse um feito heróico.

Não há registo fotográfico, porém, ficamos satisfeitos, pois o que queríamos era que o menino de 8 anos que vem a primeira vez a pesca, não fosse triste por não ter apanhado nada...


Continuou na sua pesca, e de repente, algo aflito, vemos o Lourenço, sózinho e...vejam pois uma imagem vale mais que mil palavras...

uma história engraçada, que nos fez rir á grande, pois para não lhe tirar o entusiasmo fizemos uma brincadeira e acabamos por ficar parvos a assistir ao grande momento.

Boa Lourenço.







terça-feira, 25 de setembro de 2012

Paulo "Cheio de Pica" Silva

Boa tarde,

Em mais uma noite de insistência, o meu tio Paulo Silva, lá tira uma Rabeta Kileira, depois de tantas noites a gradar, o contentamento era mais que evidente.

"...mas porque é que na minha cana não vêm ?!..."


Afinal, quem é vivo sempre aparece ;)



sábado, 22 de setembro de 2012

Carlos Dias - o cagão

Boa tarde,

Mais uma noite em Belém, mais uma vitória do Carlos Dias, que se tem revelado em pouco mais de um ano, para além de bom aprendiz e bom pescador, um sortudo com as Rabetas...

Desta vez, trouxe mais uma para bater com as "costas" na calçada á beira Rio.

Não a pesamos, mas tinha seguramente mais de 2 Kg.

Pena que o Carlos Dias não quis aparecer na fotografia, muito por culpa dos seus patrocinadores, pois se é apanhado pela federação a pescar com amadores ainda lhe apreendem os fios dos carretos.

Parabéns Carlos, andas em grande...



CAGÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOO


 
 
 

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Paulo Silva e o seu... Xarrouco

Bom dia,

Noites em que nos juntamos todos, trás mais uma boa companhia, o meu querido tio Paulo Silva.

Contando já com alguma experiência na pesca, quer em material e montagens, quer em capturas, a nossa equipa ficou mais forte.

Numa noite em que, a fé era muita e o Peixe pouco, lá fomos nós...


As Corvinas cada vez mais pequenas, e os Xarroucos cada vez maiores...




Mas não fiques muito chateado, toca a todos... até a mim.



A primeira do Paulo Barreto

Bom dia,

Ontem, para variar um bocadinho de nada fomos até Belém...

Noite muito fraca, com uns sinais de Peixe, mas fisicamente nem vê-lo...

Fumando um cigarro a olhar para o chão, quando olho para a cana do Paulo, vejo-a bem dobrada voltando para trás e depois começando a "tremelicar".

Lá foi o Paulo, apreensivo e pálido devido aos meus gritos e empurrões...

" Puto tá a afundar..."

" Pá já não sinto peso.."



Aqui fica a fotografia, de um Pescador chato e insistente com os Peixes, que entra o ano e sai o ano e não leva um Peixe para casa, mas o importante...Nunca desiste.

Espero que se tenha quebrado o enguiço.




domingo, 9 de setembro de 2012

Hellion - O primeiro Peixe

Boa noite,

Como já fiz o comentário ao teste feito á Vage Hellion, aqui fica uma fotografia da Corvina de 1.1 Kg.

A fotografia não tem grande qualidade, pois foi tirada com o telemóvel.



quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Sargos marcados - Costa Vicentina

Boa tarde,

Se capturar um exemplar marcado de uma destas espécies, por favor comunique o facto para um dos números indicados, bem como as referências solicitadas, e se possível, liberte-o.

Todos agradecemos e o Mar também.




quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Teste a Hellion Surf

Bom dia,

Ontem fui testar a minha nova Vaga e como não poderia deixar de ser, fui para um pesqueiro onde com ajuda do Peixe até a poderia levar ao limite.

No lançamento, fiquei extraordinariamente satisfeito e surpreendido, não preciso de fazer grande esforço físico para colocar uma chumbada de 150/180 gr a cerca de 100 metros de terra.

Tive a sorte, de ferrar uma Corvina de 1,1Kg, deixei-a bater bem e assim que a ferrei bem deixei-a vir a "resmungar" pelo caminho, enrolando bastante devagar e por vezes até quase parado para a sentir a afundar.

Trabalho de ponteira fantástico, acompanhado com um toque de subtileza, esta elegante cana destaca-se agora ainda mais, no lote das minhas canas favoritas.

Abraço a todos.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Vega Hellion Surf

Bom dia,

A minha marca de canas de eleição, sempre foi a Vega, porém, todos os modelos lançados de acordo com os meus gostos, sempre foram algo caros e limitaram a compra.

Tive oportunidade de ver em acção a Hellion de 5 metros, a o gosto pelo modelo intensificou-se.

Ontem, acabei por adquirir a Hellion, ainda não tive tempo para a testar, mas espero que não demore.



Tamanho - 4.20 metros.

Acção - 120 - 300 gr

Elementos - 3

Peso - 495 gr

Material - Carbono de Alto Módulo C5 reforçado

Passadores - SIC

Porta carretos - De rosca, Vega

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Carraças dos Peixes

Boa tarde,

Quase todos os pescadores, já apanharam Peixes onde neles, vinha agarrado um crustáceo, mais conhecido no mundo da pesca, como Carraça dos Peixes.

São isópodos parasitas que se prendem aos Peixes quando estes passam junto a pedras ou se encontram a dormir.

Podem fixar-se em qualquer local do corpo, mas a sua preferência vai para as guelras ( câmara branquial ) e para a cavidade bucal.

Depois de se fixarem, estes parasitas alimentam-se dos fluidos dos hospedeiros, causando emagrecimento, dificuldades em nadar, bem como lesões que podem causar infecções, resultando a sua morte.

O consumo Humeno dos Peixes afectados, não acarreta quaisquer riscos, desde que se proceda a uma limpeza eficaz dos parasitas. No entanto, deve evitar-se o seu consumo quando a extensão das lesões é muito grande ou que evidenciem um aspecto desagradável. 




In "katembe.blogspot.pt"

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Reforços

Boa noite,

"Anossapesca" contratou 2 reforços de peso.

Um, careca e magrinho mais conhecido por Formiga, e apesar de não ter estado com as antenas que fazem jus a esse animal ligadas de modo intensivo á acção da cana, conseguiu calar experientes que por ali andavam, tirou uma Rabeta, passo então a citar as palavras de contentamento depois da alegria:

"- Esta amanha é forno, e vai dar merda..."

Conversa estranha para uma Formiga que come Peixe.


O segundo, pescador nocturno mas de calção e canela á vista, tinha a fé que trazia de casa, mas de pouco lhe valeu, um dia é da pesca, outro é do Pescador. Alentejano, da próxima a noite é tua.

Contudo, bazou mais cedo, foi a pesca para um sitio, que eu nem sabia em quase 30 anos de existência que lá havia Peixe...enfim...modernices.

Alentejano e Formiga, benvindos á equipa.

Fica uma foto do Alentejano em plena acção, atenção, não se entusiasmem pois é acção de pesca.



domingo, 19 de agosto de 2012

Os sentidos dos Peixes

Bom dia,


Com a entrada da Corvina no Tejo, muito se fala e discute, sobre o que vêm e cheiram, ou não...

Ora porque o isco é branco, ora porque não tem nariz... Pessoas, não comprem boatos a pescadores, falam por falar, poucos têm a vontade de realmente saber o que se passa com os sentidos dos Peixes.

Ora bem, todos os Peixes, em regra geral, têm uma anatomia idêntica, tirando um outro detalhe, posso tentar explicar de uma forma geral, uma vez que durante vários anos fizeram parte de mim e da minha mida, milhares de espécies de Peixes Tropicais, mantive e reproduzi Peixes inclusivé selvagens, logo, com tanto estudo á volta disto, acabo por conseguir uma conclusão cientificamente verdadeira para tirar teimas.


Primeiro, falo da audição, para os pescadores que evitam pescar em zonas de barulho, como por exemplo em alguns cantinhos á beira Tejo, onde estão discotecas.
Os peixes ouvem através de um ouvido interno, que consegue captar até cerca de 3200 vibrações por segundo.Porém, debaixo de Água o som é mais rápido, o que faz com que os Peixes apesar de ouvirem menos que os Humano (30 Mil vibrações por segundo ), têm acesso a esse som mais rapidamente, daí o mito de pescar em locais mais calmos.

Quando ao olfato, o nervo olfativo do Peixe, tem células ligadas á fibra do mesmo, diga-se de passagem, bastante desenvolvidas.
Fumo do tabaco, óleo, detergentes, fruta e até mesmo a urina, quando fazemos um "xixizinho", devemos depois lavar muito bem as mãos, pois o cheiro poderá sim, afectar a pescaria. 

Não provado, mas muitas vezes estudado, conclui-se que o Peixe vê e destinge cores. Uma das marcas de Amostras, a qual não vou frisar o nome, tem cientistas a trabalhar para eles, de forma a tentar estabelecer ligação entre o Peixe e a presa. Entramos em qualquer loja de Pesca, e vemos os mais variados feitios, formas e cores das amostras.

Para finalizar, falo-vos do paladar do Peixe, que é super apurado. Têm um elevado número de tubérculos na boca e nas barbatanas. Através das correntes, a Água leva até ao Peixe, odores e sabores, que atraem.

Não é á toa que se "chama" Peixe engodando.


Espero que gostem desta simples explicação, fácil de perceber, e mais fácil para pudermos dialogar com os teimosos.